sábado, agosto 14, 2010

Reserve um tempo para você

Observando os ciclos da natureza, sempre se renovando, notamos o mecanismo principal do processo evolutivo. Os ciclos buscam a harmonia, a perfeição, vão acrescentando conhecimento e experiência.


Nosso corpo também produz em condições e tempo necessários as reações para que possamos nos reequilibrar, aprender e evoluir. O que nos leva à reflexão: tempo é justamente o que não temos, não é mesmo? Tempo de se equilibrar, tempo de assimilar, tempo de se cuidar. Tempo de respeitar o tempo. Não, não temos mais... As prioridades são produzir, trabalhar, ganhar. Tudo isso agora, não amanhã, muito menos para um futuro incerto.


Mas perdemos muito escolhendo essas prioridades. Perdemos o equilíbrio, ou melhor, a chance de mudança de rumo. A percepção do fluir dos ciclos, o aprendizado através do processo.


Em busca do equilíbrio

Prioridades erradas trazem desequilíbrio. E a intenção principal do desequilíbrio, do desconforto, da insatisfação é à busca do equilíbrio e a do autoconhecimento, seja através de florais, da terapia holística, pela meditação, etc. São ferramentas de suporte para enfrentar o desafio de se autossuperar. Assim, enxergamos o desequilíbrio, a crise, como parte de um processo, o início de um movimento de aperfeiçoamento.


Uma dica para organizar a mente e compreender o que é ou não prioridade é o uso da pedra sodalita. Nesses momentos pode-se colocá-la no chakra frontal (região entre as sombrancelhas) de 5 a 20 minutos.


Sobre a Sodalita

A Sodalita prepara a mente para o recebimento da visão interior e do conhecimento intuitivo. Extrai pensamentos profundos desobstruindo a mente para que funcione apropriadamente. Proporciona a habilidade de pensar de forma racional e intelectual para chegar a conclusões lógicas.


Esta pedra é também utilizada para obter compreensão intelectual da essência de um indivíduo ou situação. Remove antigos padrões mentais do subconsciente para abrir caminho ao pensamento consciente. Ajuda a deixar pra trás o passado e olhar para o futuro. Sua função é estabilizar o fluxo desordenado, num ritmo equilibrado, transformando a energia confusa em clara e objetiva.

Nenhum comentário: